ATIVIDADE SOBRE FLUXOS MIGRATÓRIOS - 8ºS ANOS - CAP. O3


Leia os textos e responda as questões a seguir em seu caderno:


   
CONCEITOS  SOBRE MIGRAÇÕES


    Entende-se por migração, qualquer mobilidade espacial feita por pessoa ou sociedades humanas.

1. Qual dos casos abaixo não é exemplo de migração? (justifique)
  I - Maria saíu de casa e foi para o trabalho, há 200 metros de casa;
  II - João mudou-se de Vitória para São Paulo no ano passado;
  III - Ester, que mora em Vitória, quer fazer faculdade no Rio após terminar o Ens. Médio;


    A migração é um movimento que de um lado se configura em emigração, quando o movimento é de saída de um determinado local; e imigração, quando o movimento é de entrada em um determinado lugar.

2. Analise o caso apresentado abaixo:
    - "Antônio, morador de Cacatua do Brejo - MG, resolveu mudar-se para o Rio de Janeiro em busca de trabalho. Na rodoviária, ainda em sua cidade natal, encontrou Carlos que acabava de chegar da cidade de Miranópoles - GO, para visitar seus parentes. Quando chegou ao Rio, Antonio encontrou Adalberto, antigo amigo de sua cidade, casado com Soraya, carioca, que lhe deu abrigo em sua casa."
    - Complete com as classificações MIGRANTE, EMIGRANTE e IMIGRANTE:
    I - para Antônio, Carlos é_____________, Adalberto é______________ e Soraya é ____________.
    II - para Adalberto, Soraya é_____________, Carlos é______________ e Antônio é ____________.
    III - para Carlos, Antonio é_____________, Soraya é______________ e  Adalberto é ____________.
   


    Com isso temos países que são considerados países de emigração (aqueles onde predomina a saída de pessoas), e países de imigração (aqueles onde predomina a entrada de pessoas).
       As migrações podem ser de vários tipos.
   
Acesse o Link abaixo e com base no que relata responda as questões a seguir:


3.1) Pesquise alguns exemplos de países considerados de Emigração e países considerados de Imigraçãom, mas na atualidade.

3.2) Marque V ou F nas afirmativas a seguir e corrija-as no caderno:

(   ) Austrália e Estados Unidos são países de emigração.
(   ) Brasil passou a ser país de imigração.
(   ) Sudeste é a região que mais dispersou população do Brasil.
(   ) Emigração é a entrada de população de um lugar.
(   ) Imigração é a saída de estrangeiros para morar em um lugar.
(   ) China, Itália e Portugal são países de imigração.
(   ) Êxodo rural traz mais conseqüências positivas.


3.3) Classifique os exemplos de migrações a seguir com base no texto do link  sugerido pelo site:

 a) migração de sulistas para a região Norte do Brasil.

 b) deslocamento das áreas rurais para as áreas urbanas;

 c) o deslocamento de fins de semana e de férias, com objetivos de lazer e descanso (viagem), que é o principal fator de congestionamentos nas estradas que partem das grandes metrópoles, em fins de semana e vésperas de feriados.

 d) deslocamento denordestinos do Agreste, durante a estiagem, para a Zona da Mata, para a colheita e moagem de cana-de-açúcar, retornando quando acontece a estação chuvosa na sua região;

 


Leia o texto a seguir com atenção:

Os Brasileiros no Exterior

O Brasil passou de País de imigração a País de emigração. O fluxo emigratório teve início nos anos ’80, tendo como causas centrais a falta de trabalho, de perspectivas, de condições de sobrevivência e de um futuro melhor, bem como a oferta de empregos e as perspectivas de melhores salários nos países do norte.

Em 2002, as estimativas do MRE já apontavam a existência de aproximadamente 2 milhões e meio de emigrantes brasileiros, dado este que hoje, sempre como estimativa, supera os 3.000.000 de brasileiros emigrados.

Esta realidade e a problemática situação vivida pelos brasileiros e brasileiras no exterior levou um grupo de organizações, entre elas a Pastoral dos Brasileiros no Exterior, da CNBB, a Procuradoria Geral da República e a Casa do Brasil em Lisboa a realizar, em 2002, em Lisboa, o I Encontro de Brasileiros no Exterior. O objetivo do encontro foi propor soluções e debater “as expectativas dos emigrantes no que se refere à atuação dos poderes Executivo, Judiciário e Legislativo brasileiros, bem como a necessidade de implementação de possíveis medidas protetivas  aos cidadãos e cidadãs brasileiras no exterior, e de ações de fomento das relações entre os emigrantes e a Nação brasileira”.

Dos debates e discussões resultaram, em suma, as seguintes propostas de melhorias:

    -   formulação de políticas públicas para a emigração;

    -   criação de uma secretaria ou departamento para assuntos de emigração;

    -   representação política para os emigrantes brasileiros;

    -   elaboração do estatuto do brasileiro no exterior, contemplando seus direitos e deveres;

    -   fortalecimento da atuação dos consulados e embaixadas brasileiras;

    -   ampliação da dotação orçamentária para o atendimento do programa de assistência aos brasileiros no exterior;

     -  melhoria dos serviços bancários e as condições para remessas;

     -  auxílio e incentivo à formação de pequenos empresários;

    -   ampliação e efetivação dos acordos e negociações diplomáticos – garantia de direitos fundamentais dos trabalhadores migrantes brasileiros, repatriação dos brasileiros presos no exterior e exercício do voto a emigrantes brasileiros no país de acolhimento;

     -  questões criminais relacionadas à emigração;

     -  criação de um call center para atendimentos e registros de casos envolvendo brasileiros no exterior;

   -    proposição de transcrição de registros civis consulares e do registro de nascimento no exterior e acesso à informação;

     -  censo dos brasileiros emigrados.

4. Escolha duas das propostas acima e, após discutir com seu colega, escreva uma opinião sobre elas, ressaltando as melhorias que possam gerar ou a ineficácia das mesmas. 


Hoje, pode-se constatar alguns avanços, mas seguramente desproporcionais em relação à necessidade e ao próprio crescimento da emigração. A situação de migrantes indocumentados, a exploração a que são submetidos, as condições de residência de muitos deles, a proteção dos direitos como trabalhadores, a questão das remessas, entre outros, são temas ainda distantes de alcançarem um patamar mínimo que assegure um pouco de tranqüilidade e de acesso aos direitos de cidadania.

 O depoimento de um missionário é revelador e ilustrativo:

Todos estão lá devido à questão econômica, uma minoria dos jovens foi estudar. Muitos perderam tudo, faliram. O processo de saída do Brasil até a entrada na América é uma verdadeira Via Sacra. Muitos tentam entrar pelo México, onde enfrentam prisões e têm que pagar muitos dólares para os atravessadores e a imigração. Chegando lá, iniciam uma outra Via Sacra, com relação à moradia, emprego, língua e a SAUDADE. Muitos deixam no Brasil a esposa ou o esposo, filhos e pais. Estive com um casal muito jovem, que havia chegado há 6 meses. Deixaram com os pais um bebê (...) e outro filho de 1 ano e meio... Por isso se submetem a todo tipo de serviço: faxina, babá, construção civil, entrega de jornal e pizza, etc., de domingo a domingo, várias horas por dia (...)"


5. Na sua opinião vale a pena todo o sacrifício desses migrantes, expresso no depoimento, para conseguir vantagens econômicas?



Observe os Mapas a seguir:

Mapa 1


Mapa 2


    
6. Com base nos mapas anteriores, responda as questões:

a) Caracterize as áreas de atração no mapa 1.

b) Faça uma relação (diferenças e semelhanças) entre os fluxos migratórios para a América Anglo-Saxônica e Europa Ocidental.

c) Fale sobre a evolução dos fluxos migratórios no Brasil, diferenciando os direcionamentos das migrações (quanto ao local e a intensidade) nos três períodos apresentados.

d) Qual fluxo populacional se destaca no histórico migratório presente nos três mapas do Brasil? Faça uma tese como explicação.




Se acabou, não atrapalhe o colega. Navegue pelo site PADOGEO.