Lista de questão: A industrialização brasileira        Quantidade de questões: 60        Criada por: MARCIO PADOVANI

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

1)

Examine a tabela:

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/pucsp2011geo38.JPG

Os dados nos mostram que

A)

a participação proporcional do número de estabelecimentos da indústria paulistana caiu no conjunto do Estado com a aceleração da industrialização no Nordeste brasileiro.

B)

a perda percentual da indústria paulistana no que se refere ao número de estabelecimentos segue outro curso, se compararmos com o que acontece com o número de postos de trabalho.

C)

a posição da indústria paulistana perdeu espaço, pois há um notório processo de desconcentração dessas atividades para os municípios vizinhos e para outros mais interiorizados.

D)

há uma discreta perda da indústria paulistana (número de estabelecimentos) e não é possível pelos números concluir sobre algo significativamente novo na industrialização do Estado.

E)

com indústrias de condições tecnológicas desiguais não há conexão clara entre o número de estabelecimentos e os valores de produção e renda. Um número pode cair e o outro não.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

2)

A indústria no Brasil aponta sinais de diminuição no seu crescimento. Os dados do IBGE (Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelam esse fato: em 2005 a participação do setor industrial no Produto Interno Bruto foi de 30,3% e em 2006 de 26,6%. As altas taxas de juro e a abertura de mercados podem ser apontadas como grandes causas dessa mudança.

 

Sobre o setor industrial brasileiro, é correto afirmar que

A)

a chamada “guerra fiscal” é caracterizada pelo aumento de impostos cobrados pelos governos estaduais a fim de diminuírem a carga tributária federal com o parque industrial instalado.

B)

a migração de indústrias para o Nordeste brasileiro tem sido grandemente dificultada pelo aspecto geográfico, pois os estados localizados nessa região estão longe do Mercosul, onde estão os principais mercados internacionais do Brasil.

C)

passou a adotar, para tornar-se mais rentável, a estratégia de descentralização, ou seja, a instalação de unidades fabris fora do local de concentração histórica, nos grandes centros, sobretudo no eixo Rio-São Paulo.

D)

a comercialização de bens industrializados, as conhecidas commoddities, como soja e café brasileiros, é vantajosa para a indústria nacional, pois são produtos de baixo custo de produção.

E)

a fraca concentração industrial na região sul, sobretudo em Porto Alegre, Curitiba e no Vale do Itajaí (Blumenau e Joinvile), foi motivada pela baixa densidade demográfica existente nessas áreas.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

3)

Analise as seguintes afirmações que tratam do processo de industrialização no Brasil.

 

I. No governo de Getúlio Vargas, foram criadas as condições de infraestrutura necessárias para a industrialização brasileira.

II.O governo de Juscelino Kubitschek priorizou a construção de rodovias e obras para geração de energia.

III.A década de 90 foi marcada pela globalização da economia e pela consolidação do Brasil como grande produtor e exportador de tecnologia.

 

Está correto o que se afirma em

A)

III apenas.

B)

I e II apenas.

C)

II apenas.

D)

I e III apenas.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

4)

Sobre o processo de industrialização brasileira, suas implicações e sobre o comércio internacional, pode-se afirmar:

A)

A fase atual da industrialização brasileira é a substituição das importações dos bens de consumo, objetivando equilibrar a balança comercial.

B)

A internacionalização da economia começou na década de 50 do século passado, se ampliou na década de 90, mas não possibilitou a modernização de todos os segmentos industriais.

C)

A substituição das importações foi iniciada no governo Collor, todavia ela só se consolidou no governo FHC.

D)

O setor agropecuário é o carro-chefe das exportações brasileiras, impedindo, assim, que o desenvolvimento tecnológico se torne uma realidade.

E)

O processo de globalização ampliou as possibilidades de exportação dos produtos brasileiros, eliminou o protecionismo do comércio internacional regulado pela OMC e garantiu ao Brasil sucessivos superávits na última década.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

5)

Dentre as razões que justificam o processo de desconcentração industrial que vem ocorrendo no Brasil e, em geral, centradas na redução de custos, é correto afirmar:

A)

Crescimento da oferta de mão de obra sem qualificação adequada e, portanto, mais barata.

B)

Ajuda do poder público com doação de infraestrutura ou por meio de incentivos fiscais.

C)

Maior proximidade das fontes de matérias-primas e de energia, minimizando os custos.

D)

Mudanças nas relações de trabalho com manutenção do padrão salarial e garantias trabalhistas.

E)

Legislações ambientais mais rigorosas para diminuir gastos com multas.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

6)

A tendência da concentração espacial, acompanhou a industrialização brasileira desde o seu início e o resultado disso foi a configuração, no Sudeste, de uma região industrial central, dinâmica e integrada, mas a maturidade industrial representa a ruptura da tendência de concentração espacial.

 

Sobre concentração espacial marque a única alternativa correta.

A)

A desconcentração se dá na atualidade, porque não depende da dinâmica da economia de mercado, pois a geografia industrial independe de estratégias do Estado.

B)

A evolução das tecnologias e das infraestruturas de transportes e comunicações reduz significativamente os custos de transferências, o espaço geográfico torna-se mais fluido com novas perspectivas para localizações industriais;

C)

Nesta etapa de concentração espacial, manifesta-se a força da deseconomia de aglomeração, levando nas regiões industriais tradicionais redução dos custos dos terrenos e imóveis, assim como impostos municipais e redução dos custos da força de trabalho pelas negociações sindicais, aumentando o retorno do capital investido.

D)

O fenômeno da desconcentração na concentração foi um processo iniciado na década de 1930, pois com a redução da participação do Sudeste, houve um crescimento do Sul na força de trabalho industrial.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

7)

Em relação ao processo de industrialização brasileiro, é correto afirmar:

A)

A industrialização ocorreu, primeiramente, nas regiões onde se verificava uma forte concentração de capitais.

B)

O desenvolvimento da indústria automobilística utilizou a mão de obra migrante das zonas rurais.

C)

A indústria de precisão foi a que mais absorveu a PEA, na Região Sudeste.

D)

O processo de industrialização foi responsável por uma diminuição considerável das desigualdades regionais.

E)

O capital utilizado no processo industrial brasileiro foi, exclusivamente, o estatal.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

8)

Analise o mapa e as afirmações a seguir.

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/ucsal08223.JPG

(IBGE. Atlas geográfico escolar)

I. As regiões de mais antiga organização do espaço detêm as maiores concentrações de emprego industrial.

II. A forte presença de trabalhadores no Sudeste é resultado da falta de incentivos governamentais para a descentralização industrial.

III. Regiões fortemente aglutinadoras do trabalho industrial, como o Sudeste e o Sul, não apresentam o desemprego estrutural observado nas outras regiões.

IV. As maiores concentrações de trabalhadores são encontradas nas áreas metropolitanas, fato que é facilmente observado no Nordeste brasileiro.

Está correto somente o que se afirma em

A)

I e II.

B)

I e III.

C)

I e IV.

D)

II e III.

E)

III e IV.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

9)

Vários tecnopolos têm sido instalados no estado de São Paulo, na região de Campinas, de São Carlos e do vale do Paraíba.

 

Esses tecnopolos indicam

A)

o forte predomínio de tecnologias nacionais na industrialização brasileira.

B)

a decadência da metrópole paulista que não consegue mais atrair novas indústrias.

C)

a introdução de tecnologias características da Terceira Revolução Industrial no Brasil.

D)

a atuação predominante dos capitais de origem nacional nas indústrias de ponta.

E)

o pequeno interesse de outros estados brasileiros na instalação de indústrias modernas.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

10)

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/Mackenzie20111dia2geo30.png

O mapa faz uma referência a um tipo de indústria que já teve uma participação mais forte na economia brasileira, sobretudo, entre as décadas de 1970 e 1980.Enfrentou uma crise profunda, com forte redução de suas atividades na década de 1990, entretanto a retomada de encomendas por parte de grandes empresas, como a Petrobrás, contribuiu para que reassumisse uma posição de maior destaque, sobretudo, para a economia dos Estados, onde é mais presente.

Estamos nos referindo à indústria

A)

bélica.

B)

têxtil.

C)

eletrônica.

D)

biotecnologia.

E)

naval.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

11)

As proposições abaixo tratam da dinâmica espacial da indústria brasileira. Analise-as e escreva F ou V conforme sejam Falsas ou Verdadeiras.

( ) Inicialmente o crescimento industrial e os investimentos em infraestrutura concentraram-se no Sudeste do país. Esse fenômeno reforçou a tendência de concentração espacial da indústria e acentuou as desigualdades regionais.

( ) Até a década de 1960 o Sul e o Nordeste eram regiões industriais periféricas e no Norte e no Centro-Oeste havia apenas núcleos locais isolados, os chamados enclaves industriais.

( ) A partir da década de 1940, a fim de impulsionar o crescimento econômico regional, o governo federal iniciou a implantação de medidas para descentralizar os investimentos públicos e privados, entre os quais, com destaque, os investimentos fiscais.

( ) A partir de 1990, intensificou-se o processo de desconcentração industrial. Muitas indústrias deixaram áreas tradicionais e instalaram unidades fabris em novos espaços geográficos, na busca de vantagens econômicas, incentivos fiscais, menores custos de produção, mão-de-obra barata, mercado consumidor significativo e atuação sindical pouco expressiva.

A alternativa que apresenta a sequência correta é:

A)

V V F F

B)

V V V F

C)

F F F V

D)

V V F V

E)

F F V V

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

12)

O desempenho atual da indústria brasileira sofre interferência negativa de fatores de ordem interna ou externa.

 

Considerando-se essa informação, é INCORRETO afirmar que, no Brasil, a indústria é afetada,

A)

internamente, pelo custo das tarifas públicas e pela carga tributária, que penalizam o setor produtivo brasileiro.

B)

externamente, pelas oscilações no valor da moeda do País, que interferem na competitividade do produto nacional.

C)

externamente, pelos acordos bilaterais que, assinados pelo País, restringem o número de parceiros e itens comercializados.

D)

internamente, pelo baixo poder aquisitivo de grande parte do mercado consumidor, consequência da má distribuição de renda no País.

E)

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

13)

O processo de industrialização ocorrido no Brasil a partir de 1930 trouxe grandes transformações na organização do território nacional, pois constituiu uma economia cujo crescimento depende principalmente do dinamismo do mercado interno.

 

Com base no enunciado e nos conhecimentos de geografia do Brasil, assinale a afirmativa correta.

A)

A alta concentração industrial nas regiões metropolitanas e cidades médias próximas dessas áreas cria uma estrutura produtiva pouco integrada.

B)

Como o mercado consumidor de bens industriais se concentra nas cidades localizadas até 150 km do litoral, a interiorização do desenvolvimento econômico continua a depender da agropecuária.

C)

A industrialização forjou uma rede urbana constituída por duas metrópoles globais, algumas metrópoles nacionais e centros urbanos com áreas de influência regional ou local.

D)

A agricultura de exportação vigente até 1930 criou uma economia estruturada em centro e periferia, sendo o primeiro a então capital federal, Rio de Janeiro, e a segunda, as áreas de produção agropecuária.

E)

A concentração industrial cada vez mais alta no Sul e Sudeste reduz os níveis de integração econômica do território brasileiro, que vai ficando cada vez mais desigual.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

14)

Sobre as características fundamentais da industrialização brasileira até a década de 1970, é válido afirmar que

A)

esteve historicamente subordinada ao capital comercial multinacional e aos interesses dos grandes latifundiários nacionais.

B)

se distinguia pela autonomia nacional nos setores de bens de produção, bens intermediários e bens de consumo não-duráveis.

C)

se localizava territorialmente sobretudo no Sul e no Sudeste, devido basicamente às políticas de descentralização industrial realizadas desde o Estado Novo.

D)

esteve marcada pela dependência tecnológica e financeira e pela concentração territorial, ambas responsáveis pela reprodução do subdesenvolvimento do país.

E)

desenvolveu as tecnologias da 2ª e 3ª revoluções industriais, com base nas pesquisas privadas e públicas das universidades e laboratórios do país.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

15)

“O comércio do Brasil com a China rendeu superávit em 2004, graças às commodities. No setor industrial, levamos uma surra, déficit de 1,6 bilhão de dólares.” (Revista Veja, de 4 de maio de 2005). Qual a razão desse grande déficit comercial do setor industrial brasileiro?

A)

A grande entrada, no Brasil, de produtos eletroeletrônicos contrabandeados da China.

B)

A necessidade de o Brasil conquistar novo mercado e importante aliado contra os tigres asiáticos.

C)

O maior valor agregado dos produtos da indústria de ponta chinesa, em relação aos outros produtos brasileiros.

D)

A necessidade de compra de equipamentos para a construção de Angra IV. Espera-se que, em 2005, haja um equilíbrio na balança comercial nesse setor.

E)

A necessidade que o governo Lula teve de equipar o Planalto e os Ministérios com novos aviões. Esse déficit ocorreu em 2004 e já foi superado em 2005.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

16)

A metrópole se transforma num ritmo intenso. A mudança mais evidente refere-se ao deslocamento de indústrias da cidade de São Paulo [para outras cidades paulistas ou outros estados], uma tendência que presenciamos no processo produtivo – como condição de competitividade – que obriga as empresas a se modernizarem.

A. F. A. Carlos, São Paulo: do capital industrial ao capital financeiro, 2004. Adaptado.

Com base no texto acima e em seus conhecimentos, considere as afirmações:

I. Um dos fatores que explica o deslocamento de indústrias da capital paulista é o seu trânsito congestionado, que aumenta o tempo e os custos da circulação de mercadorias.

II. O deslocamento de indústrias da capital paulista tem acarretado transformações no mercado de trabalho, como a diminuição relativa do emprego industrial na cidade.

III. O deslocamento de indústrias da cidade de São Paulo decorre, entre outros fatores, do alto grau de organização e da forte atuação dos sindicatos de trabalhadores nessa cidade.

Está correto o que se afirma em

A)

I, apenas.

B)

I e II, apenas.

C)

I e III, apenas.

D)

II e III, apenas.

E)

I, II e III.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

17)

As proposições abaixo tratam da industrialização brasileira. Analise-as e escreva F ou V, conforme sejam falsas ou verdadeiras.

 

( ) Até a década de 1970, a atividade industrial esteve concentrada no Sudeste, devido, especialmente, aos fatores de complementaridade industrial e à concentração de investimentos públicos no setor de infraestrutura.

( ) O Brasil vem passando por um processo de desconcentração industrial que tem refletido no crescimento de investimentos nos eixos Rio de Janeiro e São Paulo. Essa migração de investimentos produtivos ocorre em função das condições que outros lugares estão oferecendo para a reprodução do capital.

( ) A região de Campinas tem apresentado um intenso crescimento industrial, com destaque na sua indústria de ponta, estimulada pelos tecnopolos criados a partir de uma integração entre a comunidade acadêmica e o empresariado.

( ) O processo de desconcentração espacial das indústrias paulistas gerou um grande surto industrial na região Norte, equilibrando a sua produção industrial.

 

A alternativa que apresenta a sequência correta é:

A)

V V V F

B)

F F F V

C)

V V F F

D)

F F V V

E)

F V F V

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

18)

Além da dinâmica da economia de mercado, a geografia industrial depende das estratégias do Estado. Entre as décadas de 1940 e 1960, a política estatal de desenvolvimento da grande siderurgia reforçou a tendência de concentração espacial da indústria no Sudeste. O poder multiplicador da siderurgia e as infraestruturas de transportes a ela associadas aprofundaram o abismo entre a região industrial central e o restante do país.

(MAGNOLI, 2000, p. 108).

A análise do texto e os conhecimentos sobre a industrialização do Brasil e suas implicações possibilitam afirmar:

A)

O fenômeno da descentralização industrial, no Brasil, começou embrionariamente, na década de 70, do século XX, se ampliou nas décadas seguintes, indicando assim a maturidade industrial do país.

B)

A descentralização industrial imprimiu um nível de desenvolvimento econômico nunca visto no país, as desigualdades regionais tornaram-se insignificantes e a renda foi melhor distribuída.

C)

O eficiente sistema viário que integra o país de norte a sul e a construção de importantes portos de exportação em Curitiba, Rio Grande do Sul e Santos comprovam a maturidade da industrialização do Brasil.

D)

A criação da Zona Franca de Manaus objetiva atrair empresas transnacionais para a Região Norte, eliminar empresas nacionais, eliminar a miséria pessoal e absorver a PEA disponível no setor secundário.

E)

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

19)

A industrialização tardia dos países subdesenvolvidos acarretou um processo de urbanização geralmente marcado pela falta de planejamento. O déficit habitacional, resultando nas submoradias, e a falta de saneamento básico, como redes coletoras de esgoto, são exemplos que ilustram a realidade das cidades na maioria desses países.

 

Pode-se também associar a esse processo a

A)

conurbação e as cidades policêntricas, pois o inchaço urbano dificulta o trânsito de pessoas, fazendo que se desenvolvam cidades dentro de cidades.

B)

conurbação e a periferização, em razão do espraiamento urbano e do fácil deslocamento nas metrópoles.

C)

criminalidade e a segregação espacial, fenômenos que ocorrem simultaneamente em espaços de guetos.

D)

macrocefalia urbana e os subempregos, fatores relacionados ao desemprego conjuntural, gerado pela substituição da mão de obra humana pelo trabalho mecanizado.

E)

macrocefalia urbana e verticalização, duas causalidades típicas da transferência da população da cidade para o campo.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

20)

A indústria continua muito mal, porque o que dita a queda da indústria é uma conjunção de fatores. (KUMATSU, 2010, p. 155).

 

Dentre os fatores que desencadearam a retração da produção industrial brasileira, encontra-se

A)

a redução do crédito ao consumidor e às empresas que elaboram produtos que dependem do crédito para manter as vendas.

B)

a queda nas exportações de produtos industrializados de maior valor agregado.

C)

a diminuição do consumo interno nos países ricos, importadores de produtos industriais brasileiros.

D)

a oferta em excesso de mão de obra com qualificação adequada e mais barata, longe das cidades e em outras regiões que não a Sudeste.

E)

o deslocamento de empresas para áreas distantes dos fornecedores de matérias-primas, o que vem a encarecer os custos com transporte.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

21)

Leia o texto.

“Após se tornar a maior companhia brasileira e superar a Petrobras no começo deste ano, a Vale do Rio Doce bateu novo recorde e seu valor de mercado atingiu US$ 167,3 bilhões – alta de 140% ante a cifra registrada no final de 2006 (US$ 69,8 bilhões)”.

(Folha de S.Paulo, 03.10.2007)

As empresas citadas no texto

A)

são estatais, foram inauguradas no governo de Getúlio Vargas e atuam no setor siderúrgico e petrolífero.

B)

atuam no ramo de mineração e petróleo, sendo que a maior companhia nacional tem capital estatal, enquanto a Petrobras é privada.

C)

as duas companhias são transnacionais e de capital privado, inauguradas no Governo de Getúlio Vargas.

D)

a Vale do Rio Doce foi privatizada e a Petrobras é estatal, ambas inauguradas no Governo de Getúlio Vargas.

E)

as duas empresas foram privatizadas na década de 1990 e atuam na extração de minerais metálicos e combustíveis fósseis.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

22)

Analise o gráfico.

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/FGV2010SPEcoCad1GEOG73.PNG

A situação mostrada no gráfico, a partir de meados da década de 2000, pode provocar

A)

o fechamento das indústrias e desabastecimento do mercado interno.

B)

a diminuição dos investimentos de empresas brasileiras no exterior.

C)

a perda de competitividade das indústrias, obrigadas a reduzir a produção.

D)

a formação de déficit na balança comercial brasileira.

E)

a diminuição do superávit primário nas contas nacionais.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

23)

As inovações tecnológicas baseadas na microeletrônica têm provocado importantes transformações territoriais por flexibilizarem a produção. No contexto brasileiro, complexos dessas inovações são estimulados através de iniciativas estatais.

 

Considerando que os efeitos da revolução tecnológica potencializam o aprimoramento do conhecimento científico e sua aplicação à produção de bens e serviços, é INCORRETO afirmar que

A)

a flexibilidade da produção é a forma de atender a convivência do mercado, pois requer variedade de tipos e tamanhos de produtos ofertados.

B)

implantadas em áreas mais distantes do centro dinâmico do país, agravam ainda mais as desigualdades sociais e espaciais.

C)

as técnicas flexíveis de produção, estimuladas em diferentes tipos de empresas, garantem a política de pleno emprego.

D)

as formas de produção flexível, na sua configuração de gestão e evolução, destacam-se na sua relação com a universidade, a exemplo de São Carlos e Campina Grande.

E)

o pólo tecnológico é eficaz instrumento de desenvolvimento regional, pois requer ambiente adequado, meio industrial e cultura técnica.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

24)

A localização industrial é um importante fator logístico e estratégico dos grupos hegemônicos no mundo contemporâneo.

 

No Brasil, nas últimas décadas, as indústrias de bens de produção foram instaladas em

A)

áreas de concentração de trabalhadores migrantes.

B)

áreas de fácil acesso a matérias-primas.

C)

áreas cujo rigor da legislação ambiental é reduzido.

D)

regiões próximas aos pequenos centros urbanos.

E)

locais com disponibilidade de mão-de-obra.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

25)

O modelo econômico adotado no Brasil admitiu que a industrialização do país se processasse a partir do capital estrangeiro.

Consequentemente,

A)

as indústrias nacionais foram excluídas do processo produtivo do setor de bens de consumo não duráveis.

B)

o PIB aumentou, e a renda foi melhor distribuída em todas as regiões.

C)

a economia nacional se desequilibrou com a hipertrofia do setor primário.

D)

a dívida externa do país aumentou, e o desenvolvimento econômico ficou comprometido.

E)

as atividades agrárias passaram a ser totalmente mecanizadas, principalmente nas regiões periféricas do país.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

26)

O Estado brasileiro teve uma participação significativa no processo de industrialização, uma vez que garantiu

1. a proteção da concorrência externa, por meio de elevados impostos de importação.

2. a proibição da política de substituição de importações, durante a Segunda Guerra Mundial.

3. a produção de combustíveis e matérias-primas para as indústrias químicas.

4. a criação de uma infraestrutura no setor dos transportes.

5. a estatização generalizada dos meios de produção e a abertura do mercado nacional para as multinacionais.

 

São verdadeiros os itens

A)

1 e 3, apenas.

B)

2 e 4, apenas.

C)

1, 2 e 5, apenas.

D)

1, 3 e 4, apenas.

E)

2, 3, 4 e 5, apenas.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

27)

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/UEFS20102GEOG39.PNG

Com base na análise do gráfico e nos conhecimentos sobre a desconcentração industrial no Brasil, é correto afirmar:

A)

As montadoras têm privilegiado a região metropolitana de São Paulo na aplicação de recursos e na abertura de novas fábricas.

B)

A dispersão industrial, no Brasil, é um fato novo deste final de década.

C)

O primeiro grande passo da desconcentração industrial brasileira foi o deslocamento das agroindústrias do Sudeste para o Nordeste, na década de 20 do século passado.

D)

O Sudeste ainda concentra, aproximadamente, metade das indústrias brasileiras, porém as unidades estão mais espalhadas pelo país.

E)

Os estados favorecidos pela “guerra fiscal” conseguem grandes vantagens, com a criação de empregos, polpudos impostos, além das novas infraestruturas doadas pelas empresas.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

28)

A industrialização constitui um marco muito importante na formação territorial brasileira. Nesse processo, contaram a favor um conjunto de variáveis, tais como o estágio da economia mundial e nacional, quando do surgimento das primeiras indústrias, o papel do Estado e do empresariado nacional.

 

Sendo assim, é correto afirmar:

A)

A industrialização brasileira desenvolveu-se paralelamente ao apogeu da cafeicultura em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Os barões do café eram também os proprietários das indústrias nascentes, sobretudo de bens de consumo corrente, representavam o empresariado inovador, responsável pela modernização industrial do país.

B)

A industrialização brasileira, na década 1930, se fortaleceu, diversificou e expandiu, por todo o território nacional. Em todas as regiões, a indústria cresceu passando pelo crivo da seleção pela concorrência, impulsionada por um empresariado moderno, que se beneficiou da política estatal de substituição das importações.

C)

O empresariado inovador paulista foi o principal responsável pelo processo de industrialização brasileira, pois se comportou como empreendedor, conquistando as condições legais, econômicas e territoriais para a indústria nascente; além disso, custeou e construiu grandes empreendimentos de infraestrutura nos setores de transporte, comunicação e energia.

D)

No Brasil atual, a territorialização e desterritorialização da atividade industrial não se dá somente em função do tamanho dos mercados, da proximidade das fontes de matérias-primas e do valor da mão-de-obra. A carga tributária incidente sobre essa atividade é levada em conta, desencadeando-se competição entre os lugares. Assim, as empresas se estabelecem onde lhes oferecem mais vantagens e menor carga tributária.

E)

A distribuição espacial das indústrias pelo território nacional foi definida pela situação da economia mundial, pelas leis da livre concorrência de mercado, pela proximidade dos centros consumidores, das fontes de matérias-primas, e pelo valor da reprodução de mão-de-obra. O Estado ficou responsável somente por regularizar a legislação trabalhista urbana e rural, tão importante para disseminação do trabalho assalariado no campo e na cidade.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

29)

A atividade industrial e a industrialização brasileira estão desigualmente distribuídas pelas regiões do país. Construídas predominantemente no século XX, elas são componentes da modernização urbana que reinventa nossa sociedade e dinâmica espacial. Sobre a indústria e industrialização brasileira, é correto afirmar:

A)

A industrialização tem suas raízes fincadas na economia da cana-de-açúcar e do café, que possibilitou a acumulação de capital necessária para a diversificação em investimentos no setor industrial, e esse fato permitiu a produção de bens de consumo duráveis, sobretudo automóveis e eletrodomésticos.

B)

A indústria nasce dos capitais restantes do declínio da economia da cana-de-açúcar e do café. Esses capitais impulsionaram uma diversidade de pequenas indústrias de produção de bens de consumo não duráveis, tais como perfumaria, cosméticos, bebidas, cigarros, que apoiadas pelo Estado se difundiram pelo país.

C)

A ação do Estado foi fundamental para desencadear o processo de industrialização brasileira, por exemplo, criando empresas estatais, como a antiga Companhia Vale do Rio Doce e a Companhia Siderúrgica Nacional, para investir na indústria de base. Sem elas não seria possível a implantação de indústria de bens de consumo duráveis.

D)

A industrialização brasileira é fruto da capacidade inovadora do Estado e do empresariado nacional. Este último não mediu esforços para construir em todo o território nacional sistemas de transporte, comunicação, energia e portos, necessários à circulação de bens, serviços e pessoas por todas as regiões.

E)

A industrialização brasileira se tornou possível a partir de investimentos do capital internacional, que não mediu esforços para construir em todo o território nacional sistemas de transporte, comunicação, energia e portos, necessários à circulação de bens, serviços e pessoas por todas as regiões.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

30)

Analise as proposições sobre Indústria, Turismo e Comércio em Mato Grosso.

I. No contexto da expansão capitalista no Brasil e da divisão regional do trabalho, Mato Grosso sempre teve sua economia baseada no setor primário, destacando-se como fornecedor de matéria-prima para os centros de produção industrial, localizados, principalmente, na região Sudeste.

II. A partir do final da década de 1990, o turismo passou a receber maior atenção do poder público, porém os resultados têm sido pontuais, pois não há uma continuidade das ações planejadas em cada governo. Ademais, o turismo não integra o planejamento macro de desenvolvimento do Estado, de modo que as ações são executadas de forma isolada das demais que impulsionam os setores da economia.

III. Mato Grosso importa mais do que exporta. As importações são, principalmente, de produtos industrializados, enquanto exporta basicamente produtos primários. As importações geralmente são realizadas por empresas multinacionais que operam através da bolsa de mercadorias e futuros, que atua no mercado de commodities.

IV. As belezas naturais e o patrimônio histórico-cultural representam o grande potencial turístico de Mato Grosso. O Pantanal, o Cerrado e a Amazônia oferecem atrativos naturais que podem ser transformados em produtos turísticos para segmentos que procuram o convívio com a natureza.

 

Assinale a alternativa correta.

A)

Apenas I e III estão corretas.

B)

Apenas I, III e IV estão corretas.

C)

Apenas I, II e IV estão corretas.

D)

Apenas III e IV estão corretas.

E)

Apenas II, III e IV estão corretas.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

31)

A região de Cubatão, no Estado de São Paulo, apresentava, na época de seu ritmo mais intenso de industrialização, ou seja de 1950 a 1960, todos os atrativos para a implantação de um pólo industrial, como por exemplo, os que são mencionados a seguir, exceto:

A)

clima subtropical úmido, que determina ausência de secas prolongadas.

B)

proximidade de centro consumidor.

C)

disponibilidade de mão-de-obra.

D)

proximidade de porto marítimo de grande porte.

E)

malha viária satisfatória.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

32)

O processo de industrialização do país teve início pela região Sudeste.

Sobre os motivos que explicam essa origem, é correto afirmar:

A)

Na região Sudeste, acumulou-se o capital necessário à diversificação da atividade econômica. Assim, os capitais acumulados cafeicultura também passaram a subsidiar a indústria de bens de consumo corrente, alimentos, bebidas, roupas, calçados.

B)

Na região Sudeste, tem-se a presença de um empresariado inovador e moderno, que não mediu esforços no sentido de criar e financiar as infraestruturas rodoviária, ferroviária e portuária necessárias ao desenvolvimento da atividade industrial.

C)

Na região Sudeste, o governo brasileiro se comportou como um empresário. Financiou toda a infraestrutura necessária ao processo de industrialização, mas isso não poderia ter sido feito sem que a economia da cana ainda no século XVII, tivesse gerado os capitais necessários.

D)

A região Sudeste foi a primeira do país a abolir o trabalho escravo. A abolição da escravidão possibilitou formar um amplo mercado consumidor e de mão-de-obra, imprescindíveis para impulsionar a nascente industrialização.

E)

A região Sudeste contou como apoio da cultura imigrante para formar sua industrialização. Italianos, japoneses, libaneses, entre outros, financiaram toda a infraestrutura rodoviária, ferroviária e portuária necessária ao desenvolvimento industrial.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

33)

Sobre o processo de globalização econômica e a industrialização brasileira, são feitas as seguintes afirmações:

I. No território brasileiro, a integração econômica, pautada em modelo de desenvolvimento urbano-industrial, consolidou, sob a hegemonia da região Nordeste, o processo de industrialização.

II. Pautada em um “tripé”, a industrialização brasileira materializou-se com investimentos de capitais nacionais pelas empresas estatais e a contribuição de multinacionais.

III. A industrialização brasileira, conjuntamente com a modernização agrícola, fomentou acelerada urbanização que, dentre outros fatores, agravou a condição de moradia e mesmo de trabalho nas denominadas “grandes cidades” que abrigam considerável número de favelas.

IV. O território brasileiro apresenta características de certos países europeus e norte-americanos, com o transporte sendo efetuado, prioritariamente, por meio de ferrovias, visto a grande extensão brasileira.

 

Está correto o que se afirma

A)

em I e IV, apenas.

B)

em II e III, apenas.

C)

em II e IV, apenas.

D)

em I e III, apenas.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

34)

Analise este mapa, em que estão indicados os principais espaços industriais do Brasil:

0

A partir dessa análise e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que esse mapa

A)

comprova que a distribuição espacial das áreas de concentração industrial coincide, espacialmente, com a atual localização da fronteira agrícola do País.

B)

mostra o espaço brasileiro onde se concentram atividades secundárias modernas e tradicionais, voltadas para a produção de bens de consumo e de produção.

C)

revela a concentração espacial da indústria brasileira no Sudeste, bem como a ocorrência de concentrações menos importantes no Sul, Nordeste e Norte.

D)

sugere que o grande pólo industrial do País ocupa áreas polarizadas pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

35)

A partir da década de 1950, verificou-se uma intensificação no processo de industrialização em diversas regiões do planeta. No caso de países latinoamericanos, como, por exemplo, o Brasil, a Argentina e o México, em que se baseou, fundamentalmente, a industrialização?

A)

Nos recursos minerais e no crescimento populacional.

B)

Na farta mão de obra barata e na baixa taxa de crescimento vegetativo.

C)

Na internacionalização dos mercados, primeiramente, e nas elevadas taxas de reserva cambial.

D)

Nas diversidades regionais e na renda per capita da população.

E)

Na substituição das importações e, posteriormente, na internacionalização dos mercados.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

36)

Leia o texto seguinte.

“A Pesquisa Industrial Anual (PIA/Produto 2003), do IBGE, confirma o processo de desconcentração da indústria no Brasil. O valor das vendas industriais de São Paulo caiu 3,9 pontos percentuais entre 2000 e 2003, indo de 46,4% para 42,5% do total nacional. No sentido contrário, o Paraná cresceu 1,4 pontos (de 5,9% para 7,2%) e a Bahia subiu 0,6 ponto (de 4,5% para 5,1%). Mais um indicador de que as indústrias estão se espalhando por outras regiões do país é o crescimento da produção acumulada entre janeiro e março de 2006, em comparação com o mesmo período de 2005. Os números mostram mais força no Norte e Nordeste. O estado com a maior alta de produção foi o Pará (12,6%). O segundo colocado foi o Amazonas (10,6%), e o terceiro, o Ceará (10,3% de alta).”

FONTE: Atualidades Vestibular. São Paulo: Abril, 2008.

A tendência à descentralização industrial, citada no texto, decorre, dentre outros fatores, da(o)

A)

declínio dos fluxos migratórios para a região Sul.

B)

esgotamento dos recursos minerais do Sudeste.

C)

oferta de subsídios por parte dos governos estaduais.

D)

intensificação das políticas de planejamento da SUDAM.

E)

ação do Governo Federal através de políticas de privatizações.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

37)

Dadas as afirmativas sobre o processo de industrialização brasileiro.

I. O governo federal concedeu incentivos fiscais, a partir da década de 30, do século XX, para que grandes montadoras de automóveis se instalassem no país.

II. A indústria de base foi implementada maciçamente no país entre as décadas de 30 e 50, do século XX.

III. A redução das importações, em função da crise mundial e da 2ª Guerra Mundial, favoreceu o desenvolvimento industrial, livre de concorrência estrangeira.

IV. Atraindo o capital estrangeiro e estimulando o capital nacional com incentivos fiscais e financeiros e medidas de proteção do mercado interno, Juscelino Kubitschek implantou a indústria de base no país.

V. O grande êxodo rural, devido à crise do café, provocou o aumento da população urbana que foi fundamental para constituir um mercado consumidor no país.

 

Verifica-se que estão corretas

A)

I e IV, apenas.

B)

I, II e III.

C)

II, III e V.

D)

III, IV e V.

E)

IV e V, apenas.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

38)

Recentemente, a atividade industrial no Brasil vem se distribuindo melhor entre suas diversas regiões. Há uma região que se destaca como grande produtora de grãos e carnes para exportação. É considerada a segunda maior região  em criação de bovinos do país, visando aos mercados interno e externo. Matadouros e frigoríficos industrializam os produtos de exportação.

 

A descrição acima se refere à região:

A)

Sul.

B)

Sudeste.

C)

Centro-Oeste.

D)

Nordeste.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

39)

“Entre 1930 e 1980, o Brasil viveu intenso crescimento econômico. Um crescimento baseado em um processo de substituição de importações. ...”.

CAMARGO, José Márcio, Folha de São Paulo, 19 de set de 2004.

A alternativa que NÃO indica uma característica desse período do crescimento da economia brasileira é:

A)

o Estado investia na criação de empresas estatais em setores considerados estratégicos.

B)

o Estado lançava mão de sua capacidade de se endividar, tanto com credores internacionais quanto com credores nacionais

C)

o Estado direcionava preferencialmente seus recursos para os detentores do capital, o que aumentava a concentração da renda.

D)

o modelo de desenvolvimento gerava uma estrutura produtiva competitiva graças às políticas de privatização dos setores estatais.

E)

o modelo criava planos e metas de produção e de construção de uma infraestrutura que envolvia empresas públicas e privadas.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

40)

Para responder à questão abaixo, observe a figura e o texto, referentes a um momento histórico-geográfico em que ocorreram acontecimentos marcantes para a organização espacial do território brasileiro.

http://www.educandusweb.com.br/ewbco/portal/upload/xinha/PUCRS2010INVERNOGEO13.png

A figura representa uma política desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek, vivenciada pelos brasileiros entre 1956-1961.A leitura da figura e do texto permite concluir que a política desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek é

A)

modernizadora, mas não é nacionalista e, por isso, desvaloriza o capital estrangeiro.

B)

desnacionalizadora, pois representa um momento de entrada significativa de multinacionais no Brasil.

C)

modernizadora, pois incrementa as indústrias nacionais com capitais oriundos das multinacionais norte-americanas.

D)

desnacionalizadora, já que conquista o mercado externo, no mundo globalizado.

E)

modernizadora e, ao mesmo tempo, desnacionalizadora, por não ter sido implantada por nacionalistas e por ter provocado um aumento da tecnologia nas empresas nacionais.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

41)

Dentre os fatores responsáveis pelas mudanças na distribuição espacial da atividade industrial no Brasil, encontra-se

A)

a fuga das empresas das grandes cidades, devido ao enfraquecimento dos sindicatos ligados às atividades industriais.

B)

o desequilíbrio da matriz de transporte, que encarece os custos do processo produtivo.

C)

a criação planejada de mega polos industriais, especificamente na Região Sudeste, em detrimento de outros ramos industriais.

D)

o crescimento da oferta de mão de obra, ainda que desqualificada e mais barata, na Região Nordeste.

E)

a criação do MERCOSUL (Mercado Comum do Sul), que atraiu empresas para os estados brasileiros que fazem fronteira com os países-membros desse bloco.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

42)

Os textos abaixo relacionam-se a momentos distintos da nossa história.

“A integração regional é um instrumento fundamental para que um número cada vez maior de países possa melhorar a sua inserção num mundo globalizado, já que eleva o seu nível de competitividade, aumenta as trocas comerciais, permite o aumento da produtividade, cria condições para um maior crescimento econômico e favorece o aprofundamento dos processos democráticos. A integração regional e a globalização surgem assim como processos complementares e vantajosos.”

(Declaração de Porto, VIII Cimeira Ibero-Americana, Porto, Portugal, 17 e 18 de outubro de 1998)

“Um considerável número de mercadorias passou a ser produzido no Brasil, substituindo o que não era possível ou era muito caro importar. Foi assim que a crise econômica mundial e o encarecimento das importações levaram o governo Vargas a criar as bases para o crescimento industrial brasileiro.”

(POMAR, Wladimir. Era Vargas – a modernização conservadora)

É correto afirmar que as políticas econômicas mencionadas nos textos são:

A)

opostas, pois, no primeiro texto, o centro das preocupações são as exportações e, no segundo, as importações.

B)

semelhantes, uma vez que ambos demonstram uma tendência protecionista.

C)

diferentes, porque, para o primeiro texto, a questão central é a integração regional e, para o segundo, a política de substituição de importações.

D)

semelhantes, porque consideram a integração regional necessária ao desenvolvimento econômico.

E)

opostas, pois, para o primeiro texto, a globalização impede o aprofundamento democrático e, para o segundo, a globalização é geradora da crise econômica.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

43)

BRASIL - INDÚSTRIA DE VEÍCULOS -PRODUÇÃO, EXPORTAÇÃO E EMPREGOS1970-1997 (NÚMEROS ABSOLUTOS)

Considerando os dados da tabela acima, que analisam a dinâmica da indústria de veículos e as variações de empregos nesse ramo de atividade industrial no Brasil, podemos concluir que:

I. De 1970 a 1980, a produção de veículos quase triplicou. Esse salto deve-se ao início das exportações de automóveis em grande escala. O número de empregos cresceu quase proporcionalmente ao crescimento da produção.

II. De 1980 a 1990, registrou-se uma diminuição da produção e do número de empregos, contudo observa-se aumento da parcela da produção destinada ao mercado externo.

III. De 1990 a 1997, a produção de veículos dá outro salto, impulsionado pelas vendas internas e externas. Contudo, o emprego ainda conhece retração. Nessa fase observa-se aumento de produtividade com a automação industrial, a terceirização de processos produtivos e o aumento da importação de componentes.

 

Está(ão) correta(s):

A)

Apenas a proposição II

B)

Apenas a proposição I

C)

Todas as proposições

D)

Apenas a proposição III

E)

Apenas as proposições I e II

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

44)

Sobre a indústria brasileira, assinale a afirmativa INCORRETA.

A)

Desde o início de sua implantação, a indústria brasileira esteve funcionalmente associada aos recursos naturais presentes em cada região do país.

B)

Nas últimas décadas, ocorreu o fenômeno de redistribuição industrial, em decorrência do desenvolvimento da infraestrutura de regiões antes marginalizadas.

C)

Entre os aspectos negativos da dinâmica atual da economia brasileira, destaca-se a diminuição da capacidade de consumo do mercado interno.

D)

A abertura da economia brasileira na década de 1990 facilitou a entrada de muitos produtos estrangeiros que competem com a produção industrial nacional.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

45)

Recentemente, completou-se 79 anos da “Crise da Bolsa de Nova Iorque”. Em 1929, o mundo deparou-se com a necessidade de mudanças, principalmente no tocante à economia, para equacionar as relações comerciais em escala mundial. No Brasil, essa crise afetou a produção canavieira, um dos principais produtos da pauta de exportação, e “impulsionou” a diversificação de produtos agrícolas e o crescimento da atividade industrial. Sobre o processo de industrialização brasileira, analise as afirmações a seguir:

 

I. A industrialização brasileira teve início somente em 1929, com o “crack” da bolsa de Nova Iorque e se concentrou na Região Sudeste.

II. O Plano de Metas, de Juscelino Kubitschek (1956-1960), é considerado como responsável pela vinda de filiais de multinacionais de bens de capital e de bens de consumo duráveis, fomentando o processo de substituição de importações.

III. Os fatores locacionais da indústria brasileira – dentre eles, mão-de-obra barata, baixa sindicalização, “guerra” fiscal etc. –, colaboraram com a distribuição espacial das indústrias, mas com fortes raízes em São Paulo e Rio de Janeiro.

 

É verdadeiro o que se afirma apenas em

A)

I e II.

B)

I.

C)

III.

D)

II e III.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

46)

Responda a questão abaixo com base nas afirmativas, referentes ao processo de industrialização do Brasil no evento da globalização, na década de 90 do século XX.

I. Países emergentes como o Brasil desenvolvem nesta década a indústria nacional, principalmente a de base e a de bens de consumo, com grande participação dos países vizinhos.

II. O capital transnacional passa a controlar a industrialização, e o comportamento neoliberal define o mercado e a produção.

III. O processo de privatização iniciado no governo Collor é retomado pelo governo Fernando Henrique Cardoso, dando uma nova dimensão à indústria nacional.

IV. Comparativamente, o Brasil desenvolveu-se mais na década anterior do que nesta, pois, nos anos 80, as taxas de produtos industrializados e os empregos foram reduzidos.

 

Com a análise das afirmações, conclui-se que somente estão corretas

A)

I e II

B)

I, II, III e IV

C)

I, III e IV

D)

II e III

E)

III e IV

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

47)

Analise o quadro abaixo, relativo à distribuição da produção industrial no Brasil e, em seguida, marque a afirmativa INCORRETA:

BRASILVALOR DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL POR ESTADO (% DO TOTAL)

http://www.geografiaparatodos.com.br/captulo_11_a_industria_no_brasil_files/image020.gif

Obs.: * A Guanabara (Distrito Federal até 1960) e o Rio de Janeiro formavam duas unidades separadas até 1975, quando foram fundidos no atual Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: VESENTINI, José Willian. Geografia: O mundo em transição. 2009.

 

A)

Até os anos 70, observa-se um forte processo de concentração industrial em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que respondiam por cerca de 80% de toda a produção industrial brasileira.

B)

A partir dos anos 70, observa-se um processo de desconcentração industrial no Brasil, com uma redução do poder relativo da indústria paulista sobre a produção total brasileira.

C)

Mesmo que haja um processo de desconcentração industrial em curso no Brasil, ainda predomina, na atualidade, uma forte concentração no sudeste brasileiro, com mais de 50% da produção industrial total.

D)

Nas regiões Sul e Nordeste, verifica-se uma estabilidade na distribuição da produção industrial, mantendo-se em posições de absoluto destaque a indústria gaúcha e a pernambucana.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

48)

Refletindo sobre a dinâmica que marcou as etapas da industrialização brasileira, leia as afirmativas abaixo, assinalando V para verdadeiro e F para falso:

( ) Ainda sob o governo de Getúlio Vargas, o estado brasileiro assumiu um importante papel na industrialização brasileira, ao criar as companhias estatais de infraestrutura e as indústrias pesadas necessárias ao nosso desenvolvimento.

( ) Juscelino Kubistcheck redirecionou o modelo industrial brasileiro durante seu governo ao abrir o país para a entrada das indústrias leves multinacionais, como por exemplo no setor automobilístico.

( ) Durante o regime militar, o projeto de desenvolvimento econômico brasileiro voltou a apoiar-se majoritariamente na iniciativa privada e nacional. A prioridade dos militares era evitar o endividamento externo e direcionar investimentos à educação e à saúde.

( ) A partir dos anos 90, o Brasil passou a seguir fielmente os fundamentos do neoliberalismo, e assim promoveu a diminuição da participação do Estado nas atividades econômicas e industriais brasileiras, através de um amplo programa de privatizações no setor infra estrutural e de indústrias de base.

( ) Atualmente, as multinacionais controlam a maioria do mercado no setor das indústrias leves; já no setor dos bens de produção ainda é vetada qualquer participação da iniciativa privada.

 

A sequência correta é:

A)

F - F - V - F - V

B)

F - F - V - V - V

C)

V - V - F - F - V

D)

F - V - V - V - F

E)

V - V - F - V - F

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

49)

A distribuição da atividade industrial no Brasil acontece de forma irregular pelo território. Sobre a concentração industrial, assinale a alternativa correta.

A)

Todos os elementos indispensáveis para o processo de industrialização do Brasil estavam concentrados no Sul do Brasil.

B)

A implementação do parque industrial em São Paulo, com destaque para o Grande ABC, não utilizou a infraestrutura já implementada na época da economia cafeeira.

C)

A implementação do parque industrial em São Paulo ocorreu devido à aproximação da fonte fornecedora de matéria prima.

D)

A posição geográfica da cidade de São Paulo não beneficiava o transporte da produção industrial; distanciava-se dos portos e dos principais eixos viários.

E)

A concentração da produção industrial brasileira em São Paulo iniciou-se no começo do século XX e estendeu-se até por volta de 1970.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

50)

A explosão da indústria do entretenimento é um fenômeno mundial que superou o faturamento das empresas automobilísticas com o segundo maior rendimento do planeta - só perde para a indústria bélica.

Revista Isto é, 13 ago 2008.

Considerando a afirmativa acima, assinale a alternativa que evidencia no Brasil essa realidade.

A)

As leis de incentivo a projetos culturais contêm restrições significativas que inibem investimentos nessa indústria.

B)

A informalidade que caracteriza essa indústria se constitui um risco para investimentos de capital.

C)

As 500 maiores empresas do país estão deslocando suas verbas para projetos culturais, agregando valor às suas marcas.

D)

A profissionalização do setor cultural não prevê um mercado consumidor capaz de absorvê-lo.

E)

A adesão de empresas a projetos culturais é mínima e não tem se desenvolvido a contento.

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

51)

O governo de Juscelino Kubitschek (1956 a 1961) será lembrado pelo slogan “50 anos em 5”, que significou para o Brasil, em termos reais,

A)

uma obsessão industrialista, com a abertura do país para investimentos estrangeiros.

B)

uma política paternalista em relação ao capital nacional.

C)

um grande incentivo à exportação de produtos originados na agroindústria nacional.

D)

a construção de Brasília, com recursos gerados pelo excedente de capitais oriundos das exportações de petróleo brasileiro.

E)

investimentos estatais em indústrias automobilísticas que utilizavam tecnologia nacional.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

52)

O desenvolvimento industrial brasileiro, que teve início no final do século XIX, ocorreu de forma desigual nas diferentes regiões do Brasil, pois houve uma concentração da atividade industrial, particularmente, nos Municípios de São Paulo e Rio de Janeiro. Dentre outras razões, explicam esse fato:

A)

a formação de um mercado externo na região Sudeste e a criação de casas de importação por emigrantes estrangeiros.

B)

o domínio da cafeicultura no Sudeste, a consequente acumulação de capital e a imigração estrangeira que se dirigiu para essa região.

C)

o domínio da mineração em São Paulo e a fundação de casas de exportação que tinham como objetivo abastecer o mercado brasileiro de produtos nacionais.

D)

o desenvolvimento de empresas de extração mineral em São Paulo, que permitiu a acumulação de capital, e o consequente fluxo de emigrantes que para lá se dirigiu.

E)

a abolição da escravidão e a concentração da população na região Sudeste, fato que estimulou a criação de casas de importação.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

53)

Leia o texto e complete as lacunas com as palavras adequadas.

A construção do espaço e as etapas da industrialização brasileira

As Revoluções Industriais constituem uma das bases fundamentais para todo tipo de construção moderna, tais como prédios, estradas, viadutos, estádios e sistemas de esgoto. Tornam-se, assim, uma alavanca para a urbanização e a produção dos espaços nacionais.

Enquanto a industrialização moderna, na Europa, teve início por volta de 1750, o primeiro surto industrial no Brasil data aproximadamente de 1880. Nesse primeiro momento, predominava no Brasil a indústria de bens .......(I)......., tais como a de produtos têxteis e alimentícios.

Numa segunda etapa, entre 1930-1954, a industrialização brasileira toma impulso por meio de um processo conhecido como .......(II)......., através do qual mercadorias estrangeiras eram estimuladas a serem produzidas internamente, por meio de políticas comerciais favoráveis ao nosso país.

Nesta etapa, foi implantada uma parte da chamada indústria de bens .......(III)......., importantíssima para a urbanização e para a continuação da industrialização.

Na próxima etapa, entre 1955-1980, há uma forte entrada de capital estrangeiro através de indústrias da Segunda Revolução Industrial, tais como as dos setores ........(IV)........ .

A)

0

B)

0

C)

0

D)

0

E)

0

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

54)

Construindo uma periodização do processo de industrialização no Brasil, pode-se considerar a primeira metade do século XX como uma fase

A)

nacionalista com ênfase nas indústrias de base estatais.

B)

nacionalista com incentivo à descentralização industrial.

C)

de internacionalização das indústrias de bens de equipamento.

D)

de internacionalização enfatizando as indústrias de bens de consumo.

E)

estatizante com a nacionalização das indústrias de bens de consumo.

 

Resposta: A

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

55)

No processo de industrialização brasileira, entre os fatores que se destacam como fundamentais, é INCORRETO afirmar:

A)

Embasou-se inicialmente em bens de consumo não duráveis, atendendo necessidades básicas da população, para mais tarde implantar indústrias de base.

B)

Embasou-se na produção para o mercado interno, que se consolidou como um amplo mercado, exigindo produtos de tecnologias de ponta cada vez mais sofisticados.

C)

Concentrou-se no Sudeste/Sul, fundamentalmente no eixo SP/RJ, favorecido pela concentração do capital.

D)

Promoveu uma intensa substituição da força de trabalho rural/urbana, independentemente das vagas na atividade industrial.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

56)

A industrialização moderna do Nordeste associou-se a uma fase do modelo de substituição de importações marcada pela importância das políticas de desenvolvimento regional. (MAGNOLI; ARAÚJO, 2005, p. 142).

 

A partir das informações do texto e dos conhecimentos sobre o processo de desenvolvimento econômico do Nordeste, pode-se afirmar:

A)

Os polos industriais regionais, atualmente, caracterizam-se por sua capacidade de absorver totalmente a mão de obra regional, anulando qualquer necessidade de importação de trabalhadores de outras regiões do país.

B)

O impulso econômico promovido pelo desenvolvimento industrial do Nordeste foi responsável por um aumento considerável do IDH da população, principalmente nas regiões metropolitanas.

C)

A política de incentivos fiscais implantada pelo Governo Federal, na Bahia, na última década, transformou o Estado no mais dinâmico tecnopolo do país.

D)

A interiorização industrial criou polos industriais mais ativos do que os já estabelecidos nas capitais regionais, com capacidade para absorver a PEA local.

E)

A criação da SUDENE contribuiu para a desconcentração industrial do Brasil, tendo sido baseada em planejamentos estatais que visaram direcionar investimentos privados da Região Centro-Sul para a Região Nordeste.

 

Resposta: E

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

57)

Identifique as afirmativas verdadeiras.

A indústria continua muito mal, porque o que dita a queda da indústria é uma conjunção de fatores. (KUMATSU, 2010, p. 155).

Dentre os fatores que desencadearam a retração da produção industrial brasileira, encontra-se

I. a redução do crédito ao consumidor e às empresas que elaboram produtos que dependem do crédito para manter as vendas.

II. a queda nas exportações de produtos industrializados de maior valor agregado.

III. a diminuição do consumo interno nos países ricos, importadores de produtos industriais brasileiros.

IV. a oferta em excesso de mão de obra com qualificação adequada e mais barata, longe das cidades e em outras regiões que não a Sudeste.

V. o deslocamento de empresas para áreas distantes dos fornecedores de matérias-primas, o que vem a encarecer os custos com transporte.

A)

I, II

B)

IV, V

C)

I, II, III

D)

I, III, IV

E)

II, III, V

 

Resposta: C

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

58)

Com o advento da Terceira Revolução Industrial, o conhecimento técnico-científico informacional redefine as relações de domínio entre os países, bem como a questionável classificação em “desenvolvidos” e “subdesenvolvidos” ou “em desenvolvimento”. No Brasil, o processo de industrialização, na década de 1950, foi responsável pela concentração populacional e de investimentos públicos no setor de infraestrutura industrial.

 

Nesse período, a região brasileira que mais recebeu investimentos foi a

A)

Norte.

B)

Sudeste.

C)

Nordeste.

D)

Centro-Oeste.

 

Resposta: B

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

59)

As ferrovias já tiveram grande importância no Brasil na primeira metade do século XX. Atualmente, as ferrovias

A)

foram eletrificadas em virtude dos investimentos realizados após a privatização.

B)

começam a concorrer com as rodovias, em termos de preço de frete.

C)

foram descentralizadas, o que significou a perda da primazia paulista.

D)

têm gradativamente aumentado sua participação na matriz de transportes.

E)

são o principal tipo de transporte dos corredores de exportação.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

60)

A urbanização brasileira, ligada à industrialização tardia que aqui ocorre, tem como consequência:

A)

um alto índice de analfabetismo.

B)

uma baixa produtividade no setor agrícola.

C)

uma mecanização excessiva do setor primário.

D)

um setor terciário hipertrofiado.

E)

uma infraestrutura dos serviços urbanos que se apresenta deficiente.

 

Resposta: D

_________________________________________________________________________________________________________________________