MUSIGEO

APRENDA GEOGRAFIA CANTANDO PARÓDIA DE MÚSICAS CONHECIDAS.

(ATENÇÃO - caso a música não inicie, clique no arquivo e peça 'salvar link como...')

__________________________________________________________________________________

Eras Geológicas - (Mamãe eu quero) (ouvir)
Autor da Paródia: Prof. PADOVANI





Eu sei as Eras (bis)
As Eras Geológicas
Arqueozóica, Proterozóica,
Paleozóica, Mesozóica e Cenozóica

Pré-Cambriano: formação do planeta;
Paleozóica: formação dos sedimentos;
Na Mesozóica: grande vulcanismo;
E já na Cenozóica: os recentes dobramentos.

_____________________________________________________________________________

Arere da População - (Arere)  (ouvir)
Autor da Paródia: Prof. PADOVANI





Dez em dez anos tem o censo
que conta nossa população (população)
A do Brasil tá aumentado
mas não é chamada explosão (explosão)
 
Natalidade declinando
indica desaceleração (iniciação)
Crescimento Vegetativo
põe em 5º a nossa nação (nossa nação)
 
É só usar a fórmula, eu já aprendi
TN e TM é só subtrair
C.V. é o resultado que obtive
 
População; nesse vestibular
sou campeão (ÔÔ) (bis)
 
Mortalidade em diminuição (hei-hei-hei)
causa da urbanização
 
População; nesse vestibular
sou campeão (ÔÔ) (bis)
 
Ocupação do território
não se dá na mesma proporção (proporção)
Na  Amazônia e Centro-Oeste
a densidade não é alta não (alta não)
 
Tudo se deve a economia
que se tinha na ocasião (ocasião)
Lá no Nordeste foi a cana
lá em Minas a mineração (mineração)
 
Café foi no Sudeste, grande imigração
no Sul a pecuária, campos, gado então
Borracha na Amazônia: ocupação
 
População; nesse vestibular
sou campeão (ÔÔ) (bis)
 
Isso trouxe grande migração (hei-hei-hei)
pra Amazônia, do sertão
 
População; nesse vestibular
sou campeão (ÔÔ) (bis)

_____________________________________________________________________________

Indústria Brasileira - (Festa de Rodeio) (ouvir)

Autor da Paródia: Prof. PADOVANI






Indústria brasileira, começou muito recente,
Porque antes era o pacto, que impedia a implantação.
Mas chegando a realeza, isso tudo vai mudando,
E depois com a república, a indústria pega o tranco.
 
De 30 a 55, se constrói a infraestrutura,
O capital é estatal e a indústria é de base,
Mas, depois disso, o capital é estrangeiro,
Cria uma dependência, transacional é que invade.
 
Remédios, automóveis, bens-duráveis, invadiram o Brasil.
 
Das indústrias brasileiras, a maioria é do sudeste,
Pois aqui tinha dinheiro, acumulado com o café.
O Vale do Paraíba e o ABCD Paulista,
A Grande Rio de Janeiro, são centros industriais.
 
Mas no Brasil, o processo tá mudando,
É a terceirização e a desconcentração,
Isenção de imposto e mão-de-obra mais barata,
O sul e o nordeste, são as áreas de atração.
 
Indústrias estatais tão acabando, é a privatização.




Em breve, mais músicas! Aguarde.